20.7 C
Santiago do Chile
CUSCO

20 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE CUSCO

Cusco é uma das cidades mais procuradas por aqueles que desejam conhecer o Peru. Além de sua magnitude histórica, a cidade fica localizada entre os principais pontos turísticos do país, servindo de base para quem deseja visitar Machu Picchu, o Valle Sagrado, entre outros sítios arqueológicos da região. Já falamos um pouco sobre quais os passos iniciais em Cusco nesse post aqui! No entanto, para tornar sua viagem mais tranquila e prática, hoje trouxemos as respostas para as 20 perguntas mais frequentes sobre Cusco. Bora conferir?


DÚVIDA FREQUENTE Nº 01

-Qual a melhor época para viajar para Cusco?

Na cidade de Cusco há basicamente duas estações: a estação seca (de abril a outubro) e a chuvosa (de novembro a março). Com certeza a estação seca é a melhor opção para quem deseja se aventurar pela antiga capital Inca! 😉


DÚVIDA FREQUENTE Nº 02

-Como é o clima em Cusco?

O clima durante todo o ano é ameno. Normalmente, a temperatura varia entre 0°C e 19°C, sendo que raramente as temperaturas chegam a -2°C ou superam os 22°C. Na estação seca, frequentemente o céu fica parcialmente coberto, enquanto na estação chuvosa o céu se mantém encoberto durante todo o período. Para quem busca realizar atividades de clima quente, do final de abril ao início de setembro são os meses mais indicados.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 03

-O que levar na mala para Cusco?

O ideal é levar roupas confortáveis, tênis e, se possível, uma bota de trekking. Não vá fazer a louca e levar salto, haha… Ah, outra dica, em Cusco faz sol mas venta muito, então, não esqueça de colocar na mala casacos leves. Sim, vai ter bota casaco e tira casaco all the time! A noite faz frio, então blusas quentinhas são fundamentais, ok?


DÚVIDA FREQUENTE Nº 04

-Qual é a diferença do fuso horário?

O fuso horário no Peru é o UTC-5. Ou seja, a diferença de fuso horário do Peru em relação ao Brasil é duas horas, sendo que no Peru são duas horas a menos.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 05

-Como lidar com o mal de altitude?

Cusco está localizada a mais de 3.700 metros acima do mar. Desta forma, é comum que as pessoas apresentem uma série de sintomas, conhecido como Mal de Altitude, ou soroche, como é chamado pelos peruanos. Portanto, o mal de altitude nada mais é do que a dificuldade do organismo em absorver oxigênio, já que o ar em alturas elevadas é bastante rarefeito. Os sintomas mais comuns são náuseas, dores de cabeça, vômitos, falta de ar, podendo haver outros. Para combater o mal de altitude, algumas orientações são indicadas, tais como:

Descansar

Dormir algumas horas após a viagem e evitar passeios longos logo no primeiro dia da chegada é uma boa tática para não sofrer com o soroche.

Beber bastante água

Manter o corpo hidratado é fundamental para amenizar os efeitos do mal de altitude. Portanto, beba no mínimo dois litros por dia.

Alimentação

Mantenha uma alimentação balanceada e mais leve, pois isso irá te ajudar a lidar com a mudança de altitude.

Folha de coca

Tanto em forma de chá quanto para mascar, a folha de coca é uma importante aliada no combate ao soroche. Não se preocupe, não se trata de alucinógeno e muito menos é ilegal, então pode usá-la sem medo, tá bom?

Evite bebidas alcoólicas e cigarro

O álcool contribui para a desidratação, enquanto fumar dificulta a respiração. Não preciso falar mais nada, não é mesmo? Evite ambos!

Soroche pills

Caso as outras opções acima não tenham sido eficientes, você pode recorrer a Soroche Pills. Esta cápsula, comumente encontradas nas farmácias peruanas, deve ser sua última alternativa. Caso não haja melhora, procure um médico, ok?


DÚVIDA FREQUENTE Nº 06

-Quantos dias devo ficar em Cusco?

Por uma questão geográfica, Cusco é um dos principais pontos de partida de vários tour pela região. Assim, é ideal que você reserve no mínimo 7 dias para conhecer os atrativos que a cidade e a sua vizinhança oferecem.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 07

-Qual a melhor forma de levar dinheiro?

É aconselhável levar dólares para o Peru, pois ajuda tanto na cotação quanto na facilidade para realizar o câmbio. Uma outra dica é trocar o seu dinheiro nas casas de câmbio da Avenida El Sol, sem dúvidas o melhor local para conseguir uma boa cotação na cidade de Cusco. Além disso, a maioria dos estabelecimentos aceitam cartão de crédito com bandeiras Mastercard, Visa e American Express.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 08

 

 

 

 

 

 

 

– Qual a documentação necessária para viajar para Cusco?

Os brasileiros não precisam de visto para ingressar no Peru, portanto, apenas o documento de identidade oficial (RG) – em bom estado de conservação e expedido há menos de 10 anos – ou o passaporte é suficiente.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Quais são as companhias aéreas que fazem voo direto para Cusco?

Não há voos diretos do Brasil para a cidade de Cusco. 🙁

As companhias Aéreas que fazem os voos com regularidade para o Peru são LATAM e TACA. Além disso, há voos diretos para Lima partindo das Cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. No entanto, todos os voos para o Peru tem obrigatoriamente uma parada em Lima, antes de ir para Cusco ou outros destinos.

DÚVIDA FREQUENTE Nº 10

– Quanto custa a passagem aérea para Cusco?

De acordo com o site Passagens Incríveis, atualmente você encontrará voos para a Lima a partir de R$1.300,00, ida e volta, na classe econômica, com taxas inclusas, saindo das principais cidades do Brasil. Já na classe executiva, é possível encontrar passagens promocionais a partir de R$ 2.500,00, nas mesmas condições citadas anteriormente. A passagem aérea entre Lima e Cusco em média fica em R$ 250,00, também ida e volta.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 11

– Quanto custa a diária em Cusco?

Em relação às diárias, os preços variam de acordo com o seu perfil. O preço médio para hospedagem de duas pessoas pode variar de R$ 29,00 até 416,00.

Se optar por mochilão, o custo é de R$ 30,00 para 2 pessoas. Uma diária numa hospedagem econômica, fica em torno de R$ 95,00. Se preferirem uma acomodação intermediária, os dois vão pagar por volta de R$180,00, mas se “é luxo que você quer @?“, prepare-se para desembolsar em torno de R$ 415,00 pela diária do casal.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 12

-Qual a melhor região para se hospedar?

Certamente, a melhor região para quem vai a Cusco é nos arredores da Plaza de Armas. Assim, você estará próximo de vários pontos turísticos, além da infraestrutura ser a melhor da cidade. Nesta área você encontrará ótimos restaurantes e agências de turismo, além da vida noturna de Cusco ser mais badalada nesse centro.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Onde posso encontrar os melhores restaurantes?

Novamente, as melhores opções para comer estão na Plaza de Armas. O local conta com diversas opções, desde as mais baratas até as mais sofisticadas, e como a variedade é grande, é comum que os garçons te abordem durante sua passagem pelo local, mas fique à vontade para escolher a opção que mais agrada seu paladar e seu bolso!


DÚVIDA FREQUENTE Nº 14

– O que é o Boleto Turístico?

O Boleto Turístico nada mais é que um bilhete único, que dá acesso a sua entrada em várias atrações, durante um período determinado de tempo. Ele pode ser adquirido diretamente na sede da COSITUC ou nas agências de turismo. Um das vantagens para quem adquire o bilhete é que não precisará enfrentar demoradas filas, além de economizar alguns dinheiros, rsrs. Além disso, alguns pontos turísticos só permitem a entrada através do Boleto Turístico. Então, este é um item fundamental na sua viagem!


DÚVIDA FREQUENTE Nº 15

-Quais são as principais pontos turísticos de Cusco?

Cusco é uma cidade que oferece uma riqueza cultural e histórica muito grande. Em primeiro lugar, temos a Plaza de Armas, principal ponto de encontro da cidade. Nela encontramos outros marcos importantes de Cusco, como a Iglesia La Compañia de Jesus e a Catedral, duas das principais igrejas da capital inca. Em segundo lugar, há também museus que contam a história do antigo império, como é o caso do Museu Inka, localizado nos arredores da Praça das Armas. Outro destaque fica por conta dos mercados populares, sendo o mais tradicional o Mercado Central de San Pedro, que une tradição e bons preços. Por último, mas não menos importante, temos os vários sítios arqueológicos da região, dentre os quais podemos citar Saqsayhuaman, Tambomachay, Puka Pukara e Q’enco. Enfim, sem dúvidas não faltam atrações na cidade e seu entorno!


DÚVIDA FREQUENTE Nº 16

-Qual a melhor forma de visitar os sítios arqueológicos da região de Cusco?

Por estar localizada entre os principais sítios arqueológicos do Peru, Cusco é ponto de partida de vários passeios turísticos da região. É possível chegar em alguns sítios de táxi, de ônibus ou até mesmo a pé. Porém, para aproveitar melhor o tempo e conhecer vários sítios em um mesmo dia, o ideal é contratar uma agência de tour.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 17

– Como é a vida noturna de Cusco?

Algumas pessoas tem a ideia de que Cusco não é uma cidade para curtir balada, afinal, depois de horas andando durante o dia, o cansaço pode falar mais alto e aquele bom e velho jantar pode parecer a melhor alternativa. Porém, há SIM opções para aqueles que procuram um agito a noite e neste caso, podemos citar boates como a Mythology e Ukuku’s Bar e a badalada Mama Africa. Você pode conferir as avaliações das casas clicando nos links!


DÚVIDA FREQUENTE Nº 18

 

– Qual é a distância de Cusco a Machu Picchu?

A distância entre Machu Picchu e Cusco é de 112 km, cerca de três horas e meia de viagem de trem.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 19

-Como faço para ir de Cusco a Machu Picchu?

Basicamente, existem 3 opções para quem vai de Cusco a Machu Picchu. Logo, são elas:

Trem

Certamente a opção mais confortável. Existem duas empresas de trem que fazem o trajeto, a Peru Rail e a Inca Rail, sendo os horários a principal diferença entre elas. Há estação em Cusco e nas cidades vizinhas. Por isso, as empresas já oferecem opções de bilhetes únicos, incluindo o transporte até a estação e a passagem do trem propriamente dita. De lá, o trem seguirá para Águas Calientes, onde fica a Estação de Machu Picchu.

Tour

Nessa opção, você vai fazer o mesmo trajeto, só que passeando. Este percurso passa pelo Valle Sagrado e vai até Ollantaytambo, seguindo posteriormente para Águas Calientes. Vale lembrar que você pode optar por pernoitar em Ollantaytambo ou pegar o trem para Águas Calientes no mesmo dia, mas certamente a primeira é a melhor opção, pois permite que você descanse e aproveite melhor as maravilhas de Machu Picchu no dia seguinte.

Trilha Inca

Considerada a melhor caminhada da América do Sul, a trilha Inca dura 4 dias e 3 noites. A rota possui 43 quilômetros através de trilhas incas, que levam a Machu Picchu. É preciso estar fisicamente bem preparado, afinal todo o percurso é feito sob os efeitos do ar rarefeito do Peru. Entretanto, a experiência é única e durante a Trilha Inca é possível admirar a grandiosidade dos sítios arqueológicos que integram o caminho. Vai valer o esforço, acredite. É importante saber que a reserva para participar desta trilha deve ser feita com antecedência de pelo menos três a quatro meses, visto que o número diário de vagas é limitado – apenas 500 por dia – e a procura é imensa.


DÚVIDA FREQUENTE Nº 20

 

 

 

 

Tá bom vai, essa perguntinha não estava no script, haha… Mas eu GARANTO que depois de ler sobre todas as maravilhas dessa cidade fantástica e seus arredores, você também está se perguntando o que falta pra fazer as malas, né?


Então meus amores… estas são as perguntas mais frequentes quando se pensa em viajar para Cusco. Espero que esse post facilite a sua programação de viagem para esse destino incrível no Peru.

Já esteve lá? Pretende ir em breve? Então, conte pra gente nos comentários se tem mais alguma dica! besos :*

Related posts

ROTEIRO DE 7 DIAS NO PERU – LIMA E CUSCO

bruna godinho

PONTOS TURÍSTICOS DE CUSCO

Laíse Mesquita

OPÇÕES DE TRENS PARA MACHU PICCHU

Laíse Mesquita
%d blogueiros gostam disto: