14.4 C
Santiago do Chile
VALLE DEL ELQUI

PASSEIOS NO VALLE DEL ELQUI

Para aqueles viajantes que já visitaram as principais regiões turísticas do Chile, é hora de explorar novas rotas, neste caso, a rota das estrelas! A região do Valle del Elqui é conhecida por ser um dos melhores pontos de observação astronômica do hemisfério sul. Aqui, vou citar alguns dos principais passeios feitos por essa região.

Considerado como um “destino imperdível” de 2019, pelo The New York Times, o Valle del Elqui fica localizado na pré-cordilheira da Região de Coquimbo, a cerca de 2h de La Serena. Graças a sua posição geográfica privilegiada, seu céu é considerado um dos mais limpos do mundo, fazendo com que em todas as noites, aconteça um espetáculo natural que atrai muitos turistas à essa região.

Vale de Elqui – Wikipédia, a enciclopédia livre

Há muito o que fazer por lá. Por exemplo, visitar os observatórios astronômicos, conhecer as fábricas de pisco e vinícolas, fazer trekkings, aulas de yoga, terapias holísticas e tomar banho de rio. Em síntese, a rota dos vilarejos do Valle del Elqui é perfeita para entrar em contato e se conectar com as coisas simples da vida. Essa região é encantadora e tem uma energia única!

Logo mais estarei fazendo todos esses passeios no Valle e vocês poderão ter informações detalhadas sobre cada um deles, ok?! Então se liguem nas nossas dicas!


VICUÑA

Considerada a capital mundial da astronomia, Vicuña é a principal cidade do Valle del Elqui. Famosa pela arquitetura de adobe, proporciona aos visitantes não somente o ar pitoresco de uma vila que parou no tempo, mas também um pouco de história. À primeira vista é pequenininha, mas conta com uma boa infraestrutura.

Com toda a certeza, fácil de chegar e é um ótimo local para um passeio ou ponto de apoio para quem pretende percorrer a região.

O QUE FAZER EM VICUÑA:

ASTROTURISMO

Os observatórios são umas das maiores atrações locais e um dos principais motivos que levam tantos visitantes ao Valle del Elqui.

A saber, são doze agências de observação de estrelas, sendo duas científicas. E o melhor, os turistas também podem ter a sensação de alcançar as estrelas, ao observar o céu em equipamentos profissionais e conhecer mais sobre os fenômenos astronômicos.

Ao longo da Ruta de Las Estrellas, existem vários observatórios astronômicos que são abertos ao público, como o observatório Cerro Tololo e o Mamalluca. Juntamente com o Del Pangue e o Alfa Aldea. Primeiramente, a visita sempre deve ser agendada e se o passeio for fechado com agências de turismo (no caso, a minha né? hahaha), é possível facilitar o transporte e a entrada no local.

Ademais, para saber sobre cada um deles e escolher o que mais agrada, não deixem de ler o post sobre VALLE DEL ELQUI – TUDO QUE PRECISA SABER, só clicar!

Independente do observatório escolhido, não esqueçam de levar um bom vinho e um agasalho bem quentinho!

Valle del Elqui, no Chile, paraíso de estrelas … | Cicloaventureiro

VISITA AO MUSEU GABRIELA MISTRAL

Localizada no centro de Vicuña, a casa da poetisa e Nobel da Literatura Gabriela Mistral, hoje é um belo museu e guarda seus manuscritos originais e vários objetos pessoais.

Gabriela Mistral cresceu no pequeno povoado de Monte Grande e aos seis anos fez seu primeiro poema. Foi poeta, escritora, educadora e diplomata. Em 1951, recebeu o Prêmio Nacional de Literatura do Chile, bem como, em 1945, foi a primeira ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura da América Latina.

Museo Gabriela Mistral anuncia actividades y nuevo horario de ...

GASTRONOMIA

O Valle del Elqui fornece uma ampla variedade de frutas, vegetais, ervas, sementes e muito mais.

Entre os pratos típicos estão a alpaca assada na lenha, o chuño, que é uma sopa feita de carne de alpaca, batata, cebola, trigo e outros vegetais e o doce chumbeque, que é feito de farinha, manteiga, geleia de laranja e outras frutas.

Então, querem saber mais? Aqui temos um post tooodo dedicado aos RESTAURANTES NO VALLE DEL ELQUI. Clica para conferir e ficar com água na boca!

5 restaurantes para você experimentar as comidas chilenas

PISCO ELQUI

Pisco Elqui, é o povoado mais visitado do Vale, talvez pelo seu próprio nome remeter à famosa bebida.

Portanto, é daqui que partem os passeios, expedições e onde estão localizados quase todos os restaurantes, campings e alojamentos da região.

Ah, para quem acredita em seres de outro planeta, basta conversar com alguns moradores que afirmam que tiveram contato com extraterrestres!

File:Calle en Pisco Elqui.jpg - Wikimedia Commons

O QUE FAZER EM PISCO ELQUI

Primeiramente, podem visitar a Capela de Nossa Senhora do Rosário, uma igreja linda, construída no começo do século XX. Localizada ao lado da praça, que é o ponto de encontro da vida social da cidade e onde todas as noites têm apresentações com música ao vivo ou algum número artístico, o local reúne os vizinhos, turistas e artesãos.

Toda essa região oferece rotas para os amantes de trekking, mas também é possível fazer passeios sobre duas rodas. Como resultado, existem várias agências locais que alugam bicicletas.

 CONHECER A GASTRONOMIA

Por outro lado, se a fome bater, no centro da vila há uma grande variedade de restaurantes que servem comida chilena e internacional, cafeterias, carrinhos de sanduíches e sucos, para todos os gostos e claro, bares para a diversão noturna.

Da mesma forma, aqui temos um post dedicado aos melhores restaurantes no Valle del Elqui. Clique aqui para conferir!

PROVAR BEBIDAS LOCAIS

O Valle del Elqui é um grande produtor de Pisco. Um tipo de aguardente feito à base de uvas e muito popular no Chile. Contudo, se desejam conhecer mais sobre a produção, visitar as plantações e degustar a bebida, é possível fazer um tour completo a uma pisqueira. Entre as propriedades abertas à visitação está a Pisco Mistral. Ao final, não deixem de degustar um pouco de pisco. E se gostarem, poderão trazer uma ou várias garrafas para o Brasil, kkkk.

Se preferem não fugir do tradicional, sugiro uma vinícola em meio à paisagem da Cordilheira dos Andes. Afinal, como resistir aos vinhos chilenos? Apesar de não estar entre as regiões com maior produção no país, o Valle del Elqui reserva algumas surpresas realmente deliciosas no quesito vinhos! Como a Viñedos de Alcohuaz. Além do visual inacreditável da vinícola, os visitantes poderão saborear direto dos barris, alguns dos melhores vinhos locais. Vale conferir também a Cavas del Valle, outra vinícola que recebe os visitantes para tours guiados.

RELAXAR: COM UM DIA NO SPA OU MEDITANDO

O Valle del Elqui é um lugar para esquecer os problemas e descansar bastante. E para isso, nada melhor que um bom SPA. Definitivamente, vocês merecem aproveitar um dia inteirinho curtindo massagens terapêuticas e relaxantes, refeições desintoxicantes e até um delicioso banho de piscina em meio aos vinhedos.

De acordo com os moradores do Valle del Elqui, o lugar é especial pela grande concentração de energia. Dessa forma, mesmo que não faça parte da sua rotina, experimentem alguns dos clubes de meditação da região, aulas de yoga e várias outras atividades ligadas à meditação, espiritualidade e terapias holísticas.

Descubra a sua verdadeira natureza com 'O Poder da Meditação'

PRATICAR ESPORTES

Para quem prefere um pouco mais de agito, a geografia do Valle del Elqui ajuda bastante na diversão e prática de esportes. É possível praticar cavalgadas, trekking, mountain bike, rafting e até investir em alguns trajetos mais radicais de jeep.

Por fim, escolham seu esporte favorito e aproveitem para voltarem renovados, depois de curtir a paisagem do Vale no alto da Cordilheira dos Andes.

Fique por dentro dos 5 melhores lugares para praticar rafting no ...

COCHIGUAZ

Está vilinha charmosa está localizada perto de Pisco Elqui. Entre montes e rios, Cochiguaz é um atrativo privilegiado para quem desfruta da meditação e da reflexão. Perfeito para quem gosta de estar em contato com a natureza.

O QUE FAZER EM COCHIGUAZ

Para aqueles que não dispensam uma viagem com emoção, que tal se arriscar em um trekking? Existem trilhas de algumas horas, como a subida ao topo do Cerro Chifute ou de alguns dias, como é o caso da Laguna el Cepo, localizado a mais de três 3.000m sob o nível do mar. É um pequeno santuário natural, rodeado por montanhas.

Devido a toda essa região estar em uma altura de quase 1.500m sob o nível do mar e também graças à falta de poluição, todas as noites o céu derruba sobre as cabeças dos moradores um mar de estrelas.

Enfim, para quem tem disposição, esse é o lugar!

Wikiloc | Picture of Laguna el cepo, Final Ruta (1/1)

MONTE GRANDE

Vizinha de Vicuña, a 30 quilômetros de distância, Monte Grande foi o berço da escritora Gabriela Mistral e onde seus restos mortais estão enterrados atualmente. A arquitetura é semelhante à cidade vizinha, com casas de adobes e o ar de que o tempo parou.

Aqui, toda a harmonia da natureza está sincronizada sem pressa para nada, apenas para contemplar as paisagens naturais. Ai, que paz!


COQUIMBO

Localizada na Província de Elqui, a 460 km ao norte de Santiago, Coquimbo oferece diferentes possibilidades para os turistas, como a prática de esportes náuticos e a degustação de uma gostosa gastronomia marina. É uma cidade portuária e apresenta aos seus arredores paradisíacas praias.

A cidade de Coquimbo se caracteriza por ser amigável, ter um povo hospitaleiro e ser fácil de percorrer, tanto a pé quanto de automóvel.

SERNATUR Coquimbo on Twitter: "🔴Quita el aliento lo que se ve ...

O QUE FAZER

A costaneira, o terminal pesqueiro e os passeios são os principais atrativos de Coquimbo, junto com a Cruz del Tercer Milenio, a Iglesia de Guayacán e o Mirador de Los Navegantes.

Em Coquimbo vocês não podem perder a Praia La Herradura, um belo resort à beira-mar, onde segundo alguns mitos locais, há muitos anos, quando os piratas chegaram às baías de Coquimbo, um pirata chamado Drake enterrou um tesouro. E até hoje esta história desperta a curiosidade de quem visita a praia.

Booking.com: Apartamento Playa La Herradura , Coquimbo, Chile ...

Depois de visitar a praia, vale dar uma esticada para conhecer a vida noturna do Bairro Inglês, famoso por suas construções antigas dos séculos IX e XX. Em especial no verão, o bairro fica por conta da boemia, com bares e restaurantes lotados e música ao vivo. Uma vez que ainda exista energia para estender a noite, que tal tentar a sorte no cassino?

Em Foz do Iguaçu, deputados federais defendem liberação dos ...

Se a viagem estiver programada para a data em que o Chile celebra sua independência (18 e 19 de setembro), a festa é em La Pampilla, um clássico para dançar a cueca (dança típica chilena) cumbia ou salsa, provar pratos típicos e tomar vinho ou pisco.

Por fim, para para os viajantes com alma esportista, em Coquimbo também é possível praticar trekking, pesca esportiva, surf e parapente.


DIAGUITAS

Diaguitas é mais uma vila que faz parte do Valle del Elqui, onde criativos artesãos dão vida ao tradicional povoado, caracterizado por seus antigos casarões que mantém uma construção uniforme.

Index of /blog/wp-content/uploads/2017/03/

O QUE FAZER

Não deixem de visitar a igreja velha de 1867 e conheçam de perto a cultura diaguita visitando a recreação de suas residências. Também vale a esticada pra conhecer a cervejaria artesanal Guayacán. É possível percorrer suas instalações, aprender um pouco mais sobre o processo de produção artesanal e ainda experimentar vários rótulos. Assim como o pisco e o vinho, você também pode levar algumas garrafas para casa. De longe, a melhor parte! kkkk.

Não esqueçam de levar uma lembrancinha desse lugar! A melhor opção são as réplicas de cerâmicas diaguitas vendidas pelos moradores locais.

Cervecería Guayacán

LA SERENA

La Serena é a segunda cidade mais antiga do Chile, atrás apenas de Santiago. Localizada na região de Coquimbo, na costa do Pacífico, sua paisagem traz belas praias, incríveis paisagens naturais e uma rica arquitetura histórica, composta por prédios neocoloniais.

Após o verão, época em que é centro turístico, a cidade volta seu foco para áreas de estudos. Em La Serena, se encontram várias universidades, como a Universidad de La Serena. E por ser uma cidade universitária com mais de 200 mil habitantes, não faltam opções de lugares para conhecer gente nova, se divertir e comer bem. 

La Serena (Coquimbo), Chile Cruises | Azamara

O QUE FAZER

Quem gosta de caminhar pode explorar o centro histórico ao som do badalo constante dos sinos das 29 igrejas locais que renderam ao local o apelido de “Cidade dos Campanários”. Um desses templos é a Catedral de La Serena, erguida há mais de 160 anos. Ademais é possível visitar a Iglesia de San Francisco e por fim, a Iglesia La Merced, a mais antiga da cidade.

Se derem sorte (e a época coincidir), também é possível conhecer o Festival de La Serena, um belo festival de música da cidade. O evento é gratuito e atrai grande parte da população em uma belíssima festa. A cada ano a organização do festival homenageia artistas locais.

Confirman parrilla de artistas para el Festival de La Serena 2018 ...

Da mesma forma, se a época escolhida for a primavera ou o verão, aproveitem as praias ou caminhem pela extensa Avenida del Mar na orla. Repleta de bares e restaurantes e sua beleza cinematográfica proporciona um ótimo cenário para apreciar o pôr do sol.

Caso prefiram, saiam as compras na La Recova, o mercado mais famoso, tornando-se parada obrigatória para quem visita La Serena. Nesse local, os turistas podem passear por becos cheios de um capítulo importante da história comercial da região, encontrando uma gastronomia baseada em receitas populares, além de produtos artesanais locais, nacionais e internacionais.


PUNTA CHOROS

Punta Choros fica a 100km de La Serena e é o ponto de embarque para isla Damas onde se pode avistar uma grande quantidade de lobos marinhos, além de muitas aves, o pinguim humboldt e golfinhos nariz de garrafa. Definitivamente, um povoado que oferece aos turistas uma maravilhosa população animal.

Aliás, para visitar Punta Choros,  melhor é sair de La Serena, pois é muito mais próximo da reserva e provavelmente você conseguirá chegar a tempo de pegar as embarcações que desembarcam na ilha.

Punta de Choros | Chile Travel

RESERVA NACIONAL PINGUINO DE HUMBOLDT

É possível fazer passeios para avistamento de baleias, que duram o dia todo. Mas atenção!
Minha dica é fazer um planejamento para chegar lá bem cedo. Pois existe um limite máximo de pessoas que podem desembarcar na ilha e esse limite acaba muito cedo. Ou seja, nada de preguiça na hora de acordar para este passeio, kkkk.

Assim que chegar, comprem o ticket e posteriormente, aproveitem para contemplar a beleza do mar!!! A entrada ao parque custa $ 1.600 pesos chilenos (R$ 11,00 reais) para adultos. Além da entrada no parque você deve pagar o passeio de barco, que custa cerca de $ 9.000 pesos chilenos (R$ 60,00 reais) e dura cerca de 3h.

A única ilha onde se pode descer é a Isla Choros, onde há uma trilha de 45min, entretanto a permanência máxima permitida na ilha é de 1h. Para descer na ilha é necessário comprar um ticket de $ 2.500 pesos chilenos (R$17,00 reais ).

Golfinho-roaz – Wikipédia, a enciclopédia livre

Espero que tenham gostado deste post, onde explico um pouco sobre os passeios no encantador Valle del Elqui. Em breve estarei levando todos vocês até lá! Fiquem ligados que passarei mais informações sobre cada um e valores!

Boa viagem e não se esqueçam de me chamar no WhatsApp, para tirar qualquer dúvida ou pedir mais dicas!


Links de descontos:

DESCONTO SEGURO VIAGEM

DESCONTO AIRBNB

Leiam também:

VALLE DEL ELQUI – TUDO QUE PRECISA SABER

10 RESTAURANTES NO VALLE DEL ELQUI

VALLE DEL ELQUI – 15 PERGUNTAS FREQUENTES

ONDE SE HOSPEDAR NO VALLE DEL ELQUI

Dicas extras:

ADQUIRAM MEU LIVRO DE SANTIAGO

BAIXEM GRATUITAMENTE MEUS PORTFÓLIOS: CHILE E PERU

Related posts

10 RESTAURANTES NO VALLE DEL ELQUI

lua maria

VALLE DEL ELQUI – 15 PERGUNTAS FREQUENTES

lua maria

VALLE DEL ELQUI – TUDO QUE PRECISA SABER

lua maria
%d blogueiros gostam disto: