20.7 C
Santiago do Chile
Image default
Santiago

CINCO GOLPES COMUNS EM SANTIAGO

Dizem por aí que viagem sem perrengue não é viagem.  E sim, essa afirmação tem lá sua parcela de verdade. Mas tem coisa pior que levar um golpe num país diferente, onde nem conhecemos os meios para resolver os problemas que podem surgir? Não, né gente? Alguns perrengues deixam a viagem mais divertida e viram histórias pra contar depois, mas certamente cair em uma armadilha não é um desses casos.  Pensando nisso, esse texto reúne cinco golpes comuns em Santiago pra vocês ficarem espertos e curtirem com muito mais tranquilidade a experiência no Chile.

De forma geral, Santiago é uma cidade segura e vai ser muito difícil sofrer ou presenciar um assalto, por exemplo. Não que seja impossível, mas é bastante improvável. No entanto, como em qualquer cidade turística, tem gente que aproveita a presença dos turistas e o seu desconhecimento em relação aos preços e à moeda, por exemplo, para tirar alguma vantagem. Mas, se vocês se ligarem em todas as dicas apresentadas aqui, com certeza estarão muito mais preparados para evitar essas situações. Também tem vídeo no canal sobre o tema. Vão lá conferir!


1 – FURTO NOS SHOPPINGS E SUPERMERCADOS

Não é raro ter pessoas à procura de visitantes distraídos nos shoppings e supermercados para furtar seus bens. Basta identificar uma bolsa, uma carteira ou um celular dando sopa que o golpista entra em ação. Esse truque velho para quem está acostumado às grandes cidades brasileiras pode estar no topo da lista de golpes comuns em Santiago. A solução, nesse caso, é simplesmente não deixar carteiras e celulares em cima da mesa, bolsas penduradas em cadeiras e nem apoiar pertences em carrinhos de supermercado.

Supermercados em Santiago | SantiagoDoChile.com

E, por falar em supermercado, muito cuidado ao encontrar um casal de velhinhos ou qualquer pessoa pedindo ajuda enquanto vocês estiverem fazendo compras, pois frequentemente tem alguém tentando causar distração enquanto um parceiro leva suas coisas. Uma ótima dica (além de reforçar a atenção sempre) é usar bolsas do tipo tiracolo e levar apenas o essencial quando saírem para esses lugares.


2 – ALUGUEL DE CARRO

A independência conquistada ao alugar um carro para transitar em Santiago e cidades vizinhas tem seu valor. No entanto, é preciso considerar alguns riscos, já que andar de carro pode facilitar uma armadilha comumente sofrida pelos turistas no Chile. Existem situações em que os golpistas conseguem de alguma forma furar um pneu do carro e, ao oferecerem ajuda, um fica responsável pelo desvio de atenção, enquanto outro se encarrega de pegar os itens de valor que estiverem no veículo (já deu pra perceber que, nos golpes comuns em Santiago, eles adoram trabalhar em equipe né? Hahaha!).

Aluguel de carros: guia para economizar e não cair em roubadas ...

Também é importante ter muito cuidado ao estacionar o carro, pois há relatos de pessoas que encontraram o vidro da janela quebrado ao retornarem de algum passeio. Obviamente, nessas situações, compras e itens de valor não ficam pra contar a história.


3 – CASAS DE CÂMBIO

Se vocês estão indo à capital chilena, é muito provável que planejem passar na Rua Augustinas para trocar os seus reais por pesos chilenos a um câmbio justo, certo? (Confiram esse post com dicas de onde trocar dinheiro em Santiago). Pois saibam que, além de prestar atenção na cotação, vocês precisam estar atentos a algumas das artimanhas mais frequentes dos “espertinhos” de Santiago nesses locais.

Trocar dinheiro no Chile: dicas práticas para economizar

Primeiro de tudo, muito cuidado com notas falsas! Pode acontecer de te entregarem algumas durante a transação numa casa de câmbio, assim como em outros estabelecimentos. Por isso, aí vai uma dica de ouro: usem uma caneta de identificação para cédulas falsas! Vocês podem encontrar opções por ali mesmo, mas caso contratem o transfer de ida e volta comigo, vocês recebem uma logo na chegada ao aeroporto. Além disso, pesquisem e procurem por casas de câmbio confiáveis, a exemplo da Laser e da Afex.

Outra situação menos comum, mas possível, é que alguém esteja observando as transações das pessoas para segui-las e furtar o montante após a troca. Por isso, finalizado o câmbio, voltem imediatamente para a acomodação de vocês e saiam apenas com o valor necessário para cada dia de passeio.

E, por fim, atenção! Não caiam na abordagem de pessoas na rua oferecendo cotações mais baratas do que nas casas de câmbio, principalmente se te direcionarem para locais escondidos e mais distantes. Corram que é golpe!


4 – FURTO NO METRÔ

Essa é mais uma situação bem conhecida dos brasileiros das grandes cidades, que, se forem espertos como são no próprio país, vão tirar de letra! Assim como no Brasil, o transporte público costuma ser bem cheio no horário de pico da capital chilena, o que facilita o “trabalho” dos golpistas. Ou seja, as dicas são as mesmas. Nada de mochila nas costas dentro do metrô, pois assim é muito fácil abrir o zíper e furtar sem ser notado. O mesmo serve para bolsas! Tudo pra frente, ao alcance da visão e das mãos!

Mapa do metrô de Santiago, Chile

nas estações e nas ruas, às vezes, eles deixam algo cair no chão ou simulam alguma situação para chamar atenção e atrair ajuda. Nesse momento, outra pessoa do grupo aproveita a oportunidade para emplacar o furto. Então, nunca deixem celulares e carteiras no bolso de trás da calça ou nos bolsos da jaqueta, a não ser que consigam manter as mãos sobre eles como proteção. Não facilitem!


5 – TÁXI NO AEROPORTO

Antes de mais nada, é preciso destacar que nem todos os taxistas de Santiago se prestam ao papel de aplicar golpes. Existe muita gente trabalhando sério e com honestidade. Mas, infelizmente, a má conduta de alguns acaba sujando a reputação da classe e vocês precisam estar cientes do que pode acontecer caso esbarrem com alguém desse perfil.

O primeiro golpe comum entre taxistas da cidade começa no aeroporto. Alguns deles tentam se passar por “substitutos” de transfers contratados, cobrando o dobro do valor da corrida ao final do trajero. Existe também o caso clássico do caminho mais longo e até de taxímetros adulterados. Então, evitem confiar na primeira pessoa que abordar vocês no aeroporto. O motorista de um transfer contratado provavelmente vai estar esperando com uma placa de identificação com o nome de vocês.

✈️ Como ir do aeroporto para Santiago: todas as formas e valores

Vocês também sempre têm a opção de usar os transportes por aplicativo. Com eles, vocês já têm um custo estimado para o percurso e o condutor precisa seguir a rota indicada pelo GPS. E o melhor é que os aplicativos guardam todos os dados dos motoristas e vocês podem avaliá-los negativamente, o que inibe esses golpes mais escancarados. Os mais usados em Santiago são Uber e Cabify.

Por outro lado, se mesmo assim vocês escolherem usar o serviço de táxi no percurso do aeroporto ao hotel, tentem estimar um valor para o trajeto previamente e fiquem atentos ao pagamento e ao troco. Alguns taxistas escolhem exatamente esse momento para aplicar um golpe, seja devolvendo um valor menor do que deveria ou afirmando que vocês entregaram uma nota menos valiosa do que a que realmente entregaram. É prudente sempre falar em voz alta o valor da cédula que estiverem usando para pagamento. Assim, eles perceberão que vocês não serão vítimas fáceis!


DEPOIMENTOS DE CLIENTES

                                    TripAdvisor

Então é isso, gente! Aposto que agora vocês estão preparados para esquivar dos possíveis golpes mais comuns durante a viagem a Santiago. Mas, acima de tudo, não precisa ficar morrendo de preocupação, tá? Relaxem, curtam a viagem e façam muitas fotos na rua e nos passeios!  Essas dicas são apenas para que vocês fiquem ligados e aproveitem o melhor da viagem, sem perrengues indesejados!

E se precisarem de mais informações, quiserem orçar passeios e obter alguns descontos, falem comigo clicando aqui!

Related posts

FUKAI

leticia mafia

TODOS OS TOURS EM SANTIAGO

amanda casale

LOOKS DE INVERNO – INSPIRAÇÕES

giovanna gritti
%d blogueiros gostam disto: