20.7 C
Santiago do Chile

CERRO TOCO

Laíse Mesquita

DURAÇÃO

08:30h - 15:30h

INCLUI ALIMENTAÇÃO?

Sim! Snacks para a subida

PREÇO PARA ADULTOS

80.000 pesos (valores de combo - a partir de 3 passeios - devem ser consultados com o atendimento).

DIFICULDADE

Média

PONTO DE PARTIDA

Te buscamos no seu hotel.

PONTO DE RETORNO

Centro de San Pedro.

TICKETS

Não há.

ALTITUDE

5.600 mts.

DISPONIBILIDADE

O ano inteiro

O QUE PRECISO PARA RESERVAR?

Preencher o formulário de reserva e pagar 30% pesos de adiantamento.

CANCELAMENTO SEM TAXA

Cancelando em até 48 horas antes do início da atividade, nós devolvemos 100% do adiantamento pago para realizar a reserva.

REMARCAÇÃO SEM TAXA

Você pode remarcar sem nenhuma taxa extra a data do seu passeio - em até 48 horas antes do início da atividade.

IMPORTANTE

O cerro Toco é ideal para principiantes e nos oferece uma das melhores VISTAS de San Pedro! Ele não é um vulcão ativo. Podemos dizer que é um vulcão “dormido” hahaha e está a 60 km do centro de San Pedro.

Para evitar o mal de altitude: nos dias anteriores à subida, siga uma dieta bem leve e sem carne vermelha, lactose ou fritura. Também se recomenda não tomar bebidas alcóolicas e não fumar. Tome muita água, porque a desidratação acentua os sintomas do mal de altitude. Folha de coca também ajuda bastante!

Deixe essa aventura para um dos últimos dias, quando seu corpo já estiver aclimatado com outros tours de grande altitude.

Só buscamos nos hotéis que ficam dentro da área urbana de San Pedro de Atacama.

Ou seja, não buscamos em: Solor, Sequitor, Toconao, Coyo, Yaye, Quitor nem Checar.

Passeio não recomendado para: grávidas e pessoas com hipertensão. Apenas maiores de 18 anos podem participar da excursão!

ITINERÁRIO

Prontos para começarmos essa aventura? Entre 8h e 8:30h passaremos para te buscar no seu hotel/hostel.

Peço para que já estejam na recepção, para não atrasarmos muito nesse momento.

SUBIDA AO VULCÃO

Nosso ponto de subida começa aos 4.800 metros, logo, só precisamos subir 700 metros para chegar no topo. Uma boa vantagem inicial, né?

O nível de dificuldade é médio para qualquer pessoa – até quem está acostumado a praticar exercícios físicos todos os dias. Porque o ar rarefeito pega muito!

O legal é que no caminho de subida, você consegue observar as antenas do observatório ALMA, que estão ali pertinho! É muito bacana! E já recomendo irem preparados para muito vento! É uma briga eterna entre você querendo subir e o vento te impedindo de fazer isso. O que seria da vida sem uns desafios, certo? Interessante levar uma máscara para cobrir o nariz e a boca, para evitar o frio extremo no rosto.

A trilha é sempre visível, e levamos de 2 a 3 horas para subir, dependendo do ritmo do grupo. Não tem trechos com dificuldades técnicas, graças a Deus hahaha

Mas vamos lá que vou explicar passo-a-passo como vai ser essa subida.

BASTÕES

Confie nos bastões de trekking para apoiar um pouco o peso do seu corpo e para evitar possíveis deslizes (principalmente no inverno).

CALMARIA

Nesses primeiros momentos, é muito importante manter o silêncio total. Absorva todas essas emoções que estão fluindo agora pela animação de enfrentar os seus próprios limites. E é essencial manter a energia – lá na frente você irá precisar dela.

EMBATE MENTAL

No começo, a caminhada é super tranquila. Mas, depois de uns 30 min, sua mente começará a te desafiar. Você começará a se questionar se aquilo é realmente para você. Se não foi uma atitude impensada ou tomada no calor da emoção. Se você tem capacidade física pra aquilo.

CANSAÇO FÍSICO

Depois de 1 hora, é provável que você esteja muito cansado. E não é porque você não é capaz/não estava preparado/não tinha físico pra isso. É porque você está a mais de 5.000 metros de altitude! Ar rarefeito (pouco oxigênio disponível). E existe algo chamado “mal da altitude”, onde os sintomas são todos esses que você pode (ou não) estar sentindo agora: dor de cabeça, enjôos e cansaço extremo.

NÃO DESISTA!

Em vários momentos você vai sim pensar em desistir. Seria uma mentira muito grande eu falar que todos ficam super felizes e animados com o caminho hahaha. Alguns sim, mas a grande maioria pensa em desistir na metade. Só digo uma coisa: por favor, não desista. Eu prometo que tudo vai valer a pena.

SNACKS

Fazemos várias paradas no caminho para descansar um pouco, comer alguns snacks para reenergizar, e tomar água! A água vai ser sua melhor companheira nesse desafio. Mesmo que esteja enjoado, beba água! Em 90% dos casos, a água resolve. Também aconselho levar folha de coca para ir mascando, ajuda muito!

VISTA SENSACIONAL

Vocês tem duas opções: olhar para trás agora e se MARAVILHAR com a paisagem mais INCRÍVEL que você vai ver na vida, ou deixar para o retorno. Eu olharia agora. Essa paisagem vai te recarregar com todos os volts de energia necessários para chegar até o topo!

TEMPO DE SUBIDA

O tempo de subida é de 2 a 4 horas  – depende do ritmo do grupo. Não tente acelerar, vá no seu próprio ritmo e se envolva na experiência.

TOPO DO VULCÃO

VOCÊ CHEGOU! VOCÊ CONSEGUIIIIIIIUUUUU!!!! UHUUUUUU!!!! NÃO EXISTE NADA MAIS RECOMPENSADOR NA VIDA QUE O SENTIMENTO QUE VOCÊ SENTIRÁ NESSE MOMENTO! Você só vai querer chorar, chorar, chorar e agradecer a Deus por ter te capacitado para chegar até o final! Por não ter te deixado desistir! Talvez seu corpo inteiro entre em dormência ao se deparar com aquela vista incrível da Laguna Blanca e da Cordilheira Boliviana! VOCÊ VAI ESTAR A 5.600 METROS DE ALTITUDE ACIMA DO NÍVEL DO MAR! É muito louco só de pensar nisso! Meu Deus, eu fiquei MUITO animada escrevendo essa descrição de como é chegar no topo! hahahaha Mas a verdade é que tudo isso não representa nem 5% do que você realmente sente. Infelizmente palavras não são suficientes. Nem fotos, nem vídeos.

VOCÊ PRECISA SENTIR. E vai mudar a sua vida.

DESCIDA DO VULCÃO

A descida é particularmente mais tranquila. Mas, ainda assim, devemos prestar muita atenção, para não sair deslizando vulcão abaixo. Tem umas partes que realmente dá pra descer de “ski bunda”, mas só já chegando mais próximo da base.

A felicidade e os níveis de dopamina no seu corpo estarão incrivelmente altos. E uma coisa é certa: o sorriso não vai deixar o seu rosto! A emoção de ter completado esse desafio tão difícil é algo que não dá pra substituir com nada nessa vida. O Lascar vai te proporcionar isso. E vai ficar marcado na sua história!

TE DEIXAMOS NO CENTRO DE SAN PEDRO

Depois de termos desafiado todos os nossos limites físicos e mentais, hora de retornar para casa! Mooooortos de cansados! E moooortos de felizes! hahaha

Chegamos en San Pedro por volta das 15:30h.

O QUE INCLUI O PASSEIO?

Instrutor

Café da manhã

Translado ida e volta

Snacks para a subida

Bastões

PERGUNTAS FREQUENTES

Posso fazer esse passeio no meu primeiro dia de viagem?

Não recomendamos.. porque como chegamos até 5.600 metros de altitude, você já precisa estar aclimatado para não sofrer com o mal de altitude. Então prefira fazer passeios de até 3.500 metros nos primeiros dias e deixe esse para um dos últimos dias da sua viagem - junto com Geysers, Ruta de los Salares, entre outros.

Nunca subi um vulcão antes. Posso subir nesse?

Pode sim. Várias pessoas também vão pela primeira vez e conseguem chegar no topo! O ideal é que você já tenha estado em outros tours no Atacama de grande altitude para que já esteja aclimatado.

Qual a máxima altitude que chegamos nesse tour?

5.600 metros acima do nível do mar.

O que posso fazer para prevenir o mal da altitude?

Tomar muita água. Não fumar, beber álcool ou comer carne vermelha/fritura nos dias anteriores. Mascar folha de coca no caminho.

E se eu quiser desistir no caminho?

Bom, qualquer um é livre para tomar suas próprias decisões. Entretanto, recomendo muito que não desistam porque tudo vale a pena quando chegarem lá em cima. Mas, caso realmente estejam passando mal, vocês podem esperar que o resto do grupo retorne para que todos desçam juntos e curtir a vista fenomenal do lugar que você estiver sentado.

Qual a diferença de ir no verão e no inverno?

A diferença é que no inverno é muito mais difícil de subir porque tem neve! Daí temos que acoplar um acessório na sua bota que vai te permitir caminhar na neve sem deslizar - vai te dar uma firmeza maior.

Qual a temperatura que posso pegar no inverno?

Até 7 graus negativos, e com sensação térmica muito mais baixa!

Qual a vista que vou ter do topo?

De San Pedro, vulcão Licancabur, Salar do Atacama, Laguna Blanca e Cordilheira boliviana! Atencão que o cerro Toco tem dois cumes! Um verdadeiro e um falso! Hahaha

Qual a parte mais difícil do trajeto?

A subida final, porque tem muitas pedrinhas soltas no caminho.

QUAL ÉPOCA IR?

ÉPOCA QUENTE - VERÃO/PRIMAVERA

Mesmo indo em épocas bem quentes, não esqueçam que esse é um passeio que vai te levar a mais de 5.000 metros de altitude. Então, nessa elevação o clima pode mudar rapidamente! De manhã, sim ou sim, estará muito frio! No decorrer do passeio vai esquentar, então não esqueçam de vestir-se em camadas, para irem tirando as peças de roupa mais pesadas durante o dia. Algo indispensável é o agasalho corta-vento porque VENTA muito! E esse vento é bem geladinho! Quanto à paisagem, em qualquer época vai ser linda! Mas não temos neve nesse período! Apenas no inverno! Na época quente você vai encontrar o vulcão liso e vai ser bem mais fácil de fazer a caminhada nesse período.
Obs: Todo cuidado é pouco com as pedras que irão encontrar no caminho! Olhem bem por onde andam.

ÉPOCA FRIA - OUTONO/INVERNO

Prontos para o frio extremo? hahaha Espero que sim! Segunda pele, roupas bem quentes e um casaco pesado. No inverno tem MUITA neve no caminho. As vezes é neve durinha e as vezes neve fofa. Mas em qualquer uma das duas, vai ser escorregadio. Então já levamos um acessório para acoplar na sua bota de trekking, que é essencial para que você consiga caminhar na neve sem deslizar.
Muito importante que essas botas sejam impermeáveis! Ou seu pé pode ficar todo congelado.
Uma outra diferença dessa época é que o tempo pode fechar e ficar tudo nublado ao seu redor, o que não é muito interessante..

QUAL TIPO DE ROUPA USAR?

Segunda camada

Época quente: Camisas de algodão quentinho e de manga longa. Calças confortáveis para fazer caminhadas, como: calças esportivas/leggins.

Época fria: Roupas BEM pesadas. Sabe aquela blusona de inverno que é bem pesada e bem quente? Use ela! As temperaturas são muito baixas, não subestimem o frio do vulcão! Calças esportivas reforçadas (aquelas que são do material do moletom), ou leggings. Não recomendo calça jeans porque limitam bastante na mobilidade.

Terceira camada

Época quente: Casacos pesados de frio.

Época fria: Casacos de inverno pesados – de preferência aqueles com pelinhos por dentro. Atenção: jaquetas/sobretudos não costumam dar conta do frio.

O QUE LEVAR?

Mochila

Snacks

Cachecol

Luvas

Protetor solar

Protetor labial

Óculos de sol

Folha de coca

DICAS EXTRAS

Não esqueçam de fazer o Seguro Viagem! Importantíssimo para qualquer lugar do mundo.

Clicando no link abaixo, temos um desconto de 5% para vocês 🙂

É só digitar na parte de cupons: WELOVECHILE5

SEGURO VIAGEM

Não há banheiros em nenhum ponto desse passeio, ok?

%d blogueiros gostam disto: