27.5 C
Santiago do Chile

ROTA DOS SALARES

Laíse Mesquita

DURAÇÃO

Dia inteiro (07h às 18h)

INCLUI ALIMENTAÇÃO?

Sim! Café da manhã e almoço.

PREÇO PARA ADULTOS

50.000 pesos (valores de combo - a partir de 3 passeios - devem ser consultados com o atendimento).

PREÇO PARA CRIANÇAS

35.000 pesos

PONTO DE PARTIDA

Te buscamos no seu hotel.

PONTO DE RETORNO

Centro de San Pedro.

TICKETS

Não há tickets nesse passeio.

ALTITUDE

4.500 mts.

DISPONIBILIDADE

O ano inteiro (menos 01/01 e 25/12)

O QUE PRECISO PARA RESERVAR?

Preencher o formulário de reserva e pagar 30% de adiantamento.

CANCELAMENTO SEM TAXA

Cancelando em até 48 horas antes do início da atividade, nós devolvemos 100% do adiantamento pago para realizar a reserva.

REMARCAÇÃO SEM TAXA

Você pode remarcar sem nenhuma taxa extra a data do seu passeio - em até 48 horas antes do início da atividade.

IMPORTANTE

O Salar de Tara (e catedrais de Tara) se encontram fechados atualmente! Passamos por outros locais em substituição! Mas assim que reabrirem, voltaremos a incluir esse ponto no nosso roteiro 🙂

A ordem dos lugares que visitamos não é necessariamente essa descrita no itinerário, ok? Pode variar de acordo com as condições meteorológicas do dia. Mas sim ou sim, conheceremos todos os locais.

Só buscamos nos hotéis que ficam dentro da área urbana de San Pedro de Atacama.

Ou seja, não buscamos em: Solor, Sequitor, Toconao, Coyo, Yaye, Quitor nem Checar.

Temos 15% de desconto para crianças de 5 a 10 anos (considerando o valor de combo).

Passeio não recomendado para: grávidas e pessoas com hipertensão.

Não levamos crianças menores de 5 anos.

ITINERÁRIO

Prontos para começarmos essa aventura? Entre 7h e 7:30h passaremos para te buscar no seu hotel/hostel.

Pedimos para que já estejam na recepção nesse horário 🙂

MIRANTE LICANCABUR

Depois de 20 minutos de estrada, chegamos no nosso primeiro ponto do passeio. Esse vai ser um dos cafés-da-manhã mais diferentes que você vai tomar na vida. Porque, basicamente, pararemos em um ponto no MEIO da estrada, sem absolutamente nada ao redor além de montanhas, vulcões e uma vegetação amarela parecida com os “smurfs” hahaha. Um desses vulcões é o Lincancabur, e você conseguirá fotos lindíssimas com ele ao fundo.

Ele também é chamado de Vulcão do Povo – significado de Licancabur na língua kunza, o idioma falado pelos povos nativos atacamenhos conhecidos como likan-antai.

Se dermos sorte, ainda conseguiremos avistar ao longe alguns animais típicos de altas altitudes do deserto – enquanto comemos nossos pães quentinhos da La Franchutería (a melhor padaria do deserto).

Nossa próxima parada é a zona húmida do Rio Quepiaco, onde vamos conseguir ver o contraste entre a vegetação e a Cordilheira!

A estrada que pegamos é em direção à Argentina! Não durmam! haha Olhem pela janela a mudança incrível de cores entre as montanhas e a Cordilheira crescendo à medida que avançamos!

Também vamos ver a fauna e a flora local! O mais impressionante é que ao mesmo tempo que você tem a sensação de estar perdido no meio do deserto, você se encontra maravilhado por existir tanta VIDA em um lugar tão remoto na Terra!

Aqui também conseguiremos observar algumas vicunhas, flamingos, entre outras espécies.

ANTENAS ALMA

ALMA significa “Atacama Large Milimiter Array”. Resumindo, é o maior observatório astronômico do mundo! O Atacama tem as melhores condições meteorológicas para observação de corpos celestes, por ser o deserto mais árido do mundo e contar com uma altitude elevada! Inclusive eles aceitam visitas de turistas – mas precisa ser reservado com bastante antecedência!

Essa parada não é do laaaaado do observatório não. É distante! Mas mesmo assim, você conseguirá tirar umas fotos pra levar de lembrança pra casa!

MONGES DE LA PACANA

Sabe os Moais da Ilha de Páscoa? Aqui no Deserto nós chamamos esses monges de “Moais de Tara”, por serem esculturas verticais enormes e um pouco parecidas com os Rapa Nui.

Essas esculturas estão localizados no Salar de Águas Calientes e foram formadas pela emersão da lava que se solidificou com o passar do tempo. Aí foram moldadas pela erosão do vento durante milhares e milhares de anos.

São chamadas de “monges” pela sua estrutura bem “delgada”/fina/magra” que é bem parecida à silhueta de um monge. É nessa parada que visitaremos a famosa “Piedra del Índio”

Uma dica super importante para esse momento: preparem-se para o vento! É um dos pontos em que mais venta, e estar vestido corretamente é fundamental! Não deixe de ver a seção mais abaixo de “que tipo de roupa usar”.

SALAR DE ÁGUAS CALIENTES

Nesse Salar, vamos fazer umas pequenas caminhadas para conseguir apreciar a dimensão do deserto do Atacama.

Esse é o passeio que você vai realmente se sentir em um deserto, porque você vai conseguir se conectar com ele no seu estado mais puro – e talvez até se sentir pequeno demais para toda aquela imensidão!

É aqui também que fica a Reserva Nacional dos Flamingos! Uhuuu!

Aqui vamos ver algumas das lagoas mais bonitas desse passeio, com seus tons verdes, azuis meio esbranquiçados, amarelos.. é um gradiente de cores surpreendente! Você inclusive pode se perguntar “mas gente, como que tem água no meio do deserto? hahaha” O guia vai te explicar!

SALAR DE QUISQUIRO

Opa! Estamos quase na fronteira com a Argentina! Se preparem porque aqui venta bastante também! Esse salar é um grande pedaço de terra com pequenas lagoas que se formam no meio dele! A água dessas lagoas é linda demais, com uma coloração azul bem intensa!

A quantidade de paisagens impressionantes que você vê nesse passeio é realmente alta! Uma atrás da outra! Estrada, vulcões, montanhas trocando de cor – indo de tons avermelhados até tons mais escuros – estrada de terra, lagoas, vida selvagem.. é tanta coisa em um dia só!

CATEDRAIS DE TARA

Toda essa região que estamos agora é uma zona vulcânica, que tem simplesmente 65 quilômetros de extensão por 35 quilômetros de largura. Ou seja, estamos numa das maiores crateras vulcânicas do mundo – mais especificamente a quinta maior. Tudo bom?

Agora estamos a aproximadamente 4.400 metros de altitude! Não esqueçam de ir bebendo água para não desidratarem!

Atualmente não estamos passando nesse ponto turístico, pois se encontra fechado.

SALAR DE TARA

Atualmente, parte da região do Salar de Tara se encontra fechada por ordens dos órgãos de regulamento do local.

Então fazemos outras paradas em substituição à essa, mas caso seja autorizada novamente a visitação, atualizo aqui nessa página!

ATENÇÃO!

Não deixem nem por um minuto de olhar a estrada! Vocês podem observar a qualquer momento vicunhas, llamas, alpacas, raposas, entre outros animais. A fauna do deserto do Atacama é algo que definitivamente você não vai querer perder!

Uma curiosidade: Cada grupo de vicunhas é formado por uma família, em que um macho alfa protege suas fêmeas e os filhotes. Sempre terá uma vicunha mais afastada do grupo. Essa vai ser o macho alfa!

Elas pertencem à família dos camelos! Altura máxima de 1,30 mts! Ela é um animal selvagem que chegou a ser considerada em risco de extinção – pela sua pelagem que é um artigo de luxo para confecção de roupas.

A paisagem também vai se transformando o tempo inteiro, pela altitude e pelo processo de desertificação que vem acontecendo há milhares de anos.

LAGUNA NEGRA

A Laguna Negra tem esse nome por sua coloração escura, devido às microalgas do local!

E o mais lindo é que nas suas bordas tem uns cristais de sal, que completam a paisagem de uma forma espetacular!

Ah! Levem álcool em gel! Porque na maioria desses locais você vai querer sentar no chão pra tirar suas fotos.. e sua mão vai ficar cheia de areia depois! Só álcool em gel mesmo pra limpar completamente! hahaha

LAGUNA DIAMANTE

Não tem “ordem” certa para visitar essa Lagoa. Depende do dia e das condições do tempo. Porque a gente passa por ela na metade do tour, mas o guia pode decidir visitar só na volta pra pegar o sol mais forte – que é quando a cor da lagoa fica ainda mais bonita e intensa. Varia de dia pra dia.

Mas, uma coisa é certa: você vai ficar de queixo caído com essa lagoa! E ela realmente brilha hahaha por isso tem o nome de “diamante”.

VULCÃO TRIPARTIDO ZAPALERI

Essa é uma parada super legal do nosso passeio!

Esse cerro é um vulcão extinto em que o cume sul é o ponto de tríplice fronteiras entre Argentina, Bolívia e Chile! Você pode dizer para os seus amigos no Brasil que esteve em TRÊS PAÍSES em um mesmo momento! HAHAHAHA Nãaaaao, tô brincando! 🙂

ALMOÇO

Finalmente iremos almoçar! Não esperem restaurantes chiques e algo sofisticado.

A ideia nesse passeio é a total conexão com a natureza! Logo, almoçaremos no meio do Deserto do Atacama. No meio do nada! Acompanhados apenas pelo ruído do vento, os olhares das montanhas e possivelmente algumas llamas se tivermos sorte! hahaha

Quando na vida você vai ter a oportunidade de ter um almoço tão espetacular assim?

TE DEIXAMOS NO CENTRO DE SAN PEDRO

Depois de rodarmos muitos km pelo deserto, hora de retornarmos para casa! Saímos do último ponto aproximadamente às 16h/16:30h, chegando cerca de 18h no centro de San Pedro.

O QUE INCLUI O PASSEIO?

Guia turístico

Café da manhã

Translado ida e volta

Almoço

PERGUNTAS FREQUENTES

Posso fazer esse passeio no meu primeiro dia de viagem?

Não recomendamos.. porque como chegamos até 4.500 metros de altitude, você já precisa estar aclimatado para não sofrer com o mal de altitude. Então prefira fazer passeios de até 3.500 metros nos primeiros dias e deixe esse para um dos últimos dias da sua viagem - junto com Geysers, Piedras Rojas e Lagunas Altiplânicas, entre outros.

O que inclui no café da manhã?

Chá, café, leite, suco, pão, presunto, queijo e geléia.

O que inclui no almoço?

Frango, atum, verduras, sucos, vinhos, etc.

Existe alguma opção de alimentação para veganos/vegetarianos?

Sim! Mas é preciso avisar com antecedência.

Podemos tomar banho nas lagoas do tour?

Não!! Todas as lagoas desse passeio são apenas para apreciação. As lagoas em que você pode se banhar são as dos passeios: Laguna Cejar e Lagunas Escondidas de Baltinache!

Podemos passar no Salar de Tara?

Infelizmente ele continua fechado por ordens dos órgãos de regulamentação local, mas assim que abrirem, iremos atualizar aqui na página!

Posso ir de carro?

Então, os caminhos não estão sinalizados.. você deve seguir apenas o rastro na estrada de terra dos automóveis que já passaram por lá. Alguns chamam isso de "aventura e mistério" e outros de "loucura e perigo" hahaha Depende do seu perfil de viajante! Eu aconselho fazer o passeio com a gente! Porque já sabemos o caminho certinho e nossos motoristas passam todo santo dia nessas estradas, hahaha.

É verdade que não tem nenhum banheiro durante o passeio inteiro?

Verdade verdadeira! hahaha É o passeio mais "rústico" nesse sentido.. porque o objetivo é fazer com que você realmente se conecte com o deserto na sua forma mais pura! Claro que você pode utilizar os "banheiros incas" né... hahaha atrás de alguma pedra.. algo do tipo. E não há vergonha nenhuma nisso! Viva a experiência!

QUAL ÉPOCA IR?

ÉPOCA QUENTE - VERÃO/PRIMAVERA

Mesmo indo em épocas bem quentes, não esqueçam que esse é um passeio que vai te levar a mais de 4.500 metros de altitude. Então, nessa elevação o clima pode mudar rapidamente! De manhã, sim ou sim, estará muito frio! Durante o dia vai esquentar, então não esqueçam de vestir-se em camadas, para irem tirando as peças de roupa mais pesadas durante o dia. Algo indispensável é o agasalho corta-vento porque VENTA muito! E esse vento é bem geladinho! Quanto à paisagem, em qualquer época vai ser linda! Mas não temos neve nesse período! Apenas no inverno! Na época quente você vai encontrar as montanhas lisas com uma vegetação amarela ao redor.

ÉPOCA FRIA - OUTONO/INVERNO

Para essa época, essencial: segunda pele, roupas quentes e um casaco pesado. Prontinho. Dependendo do mês que você vá, a paisagem nessa época pode estar toda branquinha e as lagoas congeladas. É algo mágico de se ver! Mas não esqueçam de ir bem vestidos! Consultem na seção abaixo sobre qual tipo de roupa usar para não passarem nenhum perrengue 🙂

QUAL TIPO DE ROUPA USAR?

Segunda camada

Época quente: Camisas de manga longa para evitar o friozinho de manhã e proteger do sol ao longo do dia (junto com muito protetor solar). Calças confortáveis para fazer caminhadas, como: calças esportivas/leggins.

Época fria: Roupas BEM pesadas. Sabe aquela blusona de inverno que é bem pesada e bem quente? Use ela! As temperaturas são muito baixas, não subestimem o frio do deserto! Calças esportivas reforçadas (aquelas que são do material do moletom), ou leggings. Quem preferir ir de calça jeans, não esqueçam de colocar a segunda pele na parte debaixo também! haha

Terceira camada

Época quente: Casacos leves para o período da manhã e agasalhos corta-vento para durante o dia.

Época fria: Casacos de inverno pesados – de preferência aqueles com pelinhos por dentro. Atenção: jaquetas/sobretudos não costumam dar conta do frio.

O QUE LEVAR?

Mochila

Snacks

Cachecol

Luvas

Protetor solar

Protetor labial

Óculos de sol

Colírio

DICAS EXTRAS

Não esqueçam de fazer o Seguro Viagem! Importantíssimo para qualquer lugar do mundo.

Clicando no link abaixo, temos um desconto de 5% para vocês 🙂

É só digitar na parte de cupons: WELOVECHILE5

SEGURO VIAGEM

Não há banheiros em nenhuma parada desse passeio!

É o passeio mais “rústico” nesse sentido.. porque o objetivo é fazer com que você realmente se conecte com o deserto na sua forma mais pura! Claro que você pode utilizar os “banheiros incas” né… hahaha atrás de alguma pedra.. algo do tipo. E não há vergonha nenhuma nisso! Viva a experiência!

%d blogueiros gostam disto: